Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Live Unilab 10 anos enfoca o projeto “Patuá de Palavras, o Inverso Negro”

Data de publicação  30/04/2021, 14:58
Postagem Atualizada há 5 dias
Saltar para o conteúdo da postagem

No próximo dia 5 de maio, às 19h, no YouTube da universidade, ocorre mais uma live Unilab 10 anos. O professor Fausto Antonio apresenta o projeto “Patuá de Palavras, o Inverso Negro”. Em seguida, será exibida a peça teatral “Isolados e Emparedados (Oriki para Agatha)”.

Patuá de palavras, o inverso negro, é, como projeto inicial, uma exposição de poemas visuais, concretos, objetos falados ou vocalizados. O objetivo central da mostra, agora veiculada no suporte livro, é encruzilhar as criações poéticas no espaço e, ao mesmo tempo, possibilitar, no que tange à recepção, o contato com a concretude e inseparabilidade do poema da sua estrutura, que deixa de ser suporte para ser parte integrante do objeto estético.

Haverá declaração de participação emitida pela Pró-Reitoria de Extensão, Arte e Cultura (Proex) ao discente Unilab espectador que enviar por e-mail (unilab10anos@unilab.edu.br), no prazo de até às 23:59 do dia seguinte à live, relato de no mínimo vinte linhas sobre o evento assistido. Cada relato corresponderá a oito horas de atividade.

Sobre Fausto Antonio

Fausto Antonio é professor da Unilab, em São Francisco do Conde, Bahia. Possui graduação em Português e Literatura de Expressão em Língua Portuguesa pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1993) e em Pedagogia pela Uninove (2010), mestrado em Ciências Sociais Aplicadas à Educação pela Universidade Estadual de Campinas (1997) e doutorado em Teoria Literária e História da Literatura pela Universidade Estadual de Campinas (2005). É escritor e autor, entre outros, dos livros (prosa) Exumos, Vaníssima Senhora, Descalvado e Vinte Anos de Prosa; (poesia) Fala de Pedra e Pedra, Linhagem de Pedra , Outra Pessoa, Elegia de Descalvado e Vinte Anos de Poesia; (teatro) De que valem os portões, Arthur Bispo do Rosário, o Rei, Rutília e Estamira e Patuá de Palavras; (Infantil) No Reino da Carapinha. Fausto Antonio publica anualmente na coetânea Cadernos Negros.

Categorias
Palavras-chave

CONTEÚDO RELACIONADO