Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Campanha solidária arrecada cestas básicas para discentes. Participe!

Data de publicação  07/05/2021, 13:49
Postagem Atualizada há 3 semanas
Saltar para o conteúdo da postagem

O Diretório Central dos Estudantes (DCE), com representantes do Ceará e da Bahia, e a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), sensibilizados com as demandas que o público estudantil tem vivenciado ao longo da pandemia de Covid-19, organizam o Fundo de Solidariedade Estudantil para Segurança Alimentar, a partir do qual angariam recursos para a compra e doação de cestas básicas que serão distribuídas aos estudantes da instituição.

Apesar da manutenção de todos os auxílios e a criação da ajuda de custo alimentação na Unilab, com o agravamento da pandemia houve também um intenso aumento do custo dos alimentos. A colaboração/contribuição de cada um é extremamente relevante, pois possibilitará o atendimento a um maior número de estudantes em vulnerabilidade.

Jorge Fernando Lodna, estudante de Administração Pública, guineense e membro do DCE conta que, em 2020, a entidade conseguiu doar cestas básicas e kits de limpeza ofertados pela Adufc – Sindicato dos Docentes das Universidades Federais do Estado do Ceará, no Ceará, e pela Apub – Sindicato dos Professores das Instituições Federais do Ensino Superior da Bahia. No Ceará, foram doadas 147 cestas básicas e 118 kits de limpeza e depois ocorreu vakinha on-line que arrecadou mais de 4 mil reais, possibilitando a doação de mais de 120 cestas básicas.

Meta de R$20.000 para auxiliar discentes por dois meses

A intenção do DCE agora, segundo Lodna, é ampliar a ação solidária, com a meta de arrecadar R$20.000 para adquirir cestas básicas e fazer doações por dois meses. Toda semana haverá prestação de contas dos valores doados. “Até o momento foram arrecadados através da vakinha apenas R$ 2.200,00 e, pela conta corrente disponibilizada, já foram arrecadados R$ 4.381,11”, informa. Os valores arrecadados na vakinha podem ser acompanhados.

O diretório já recebeu 200 solicitações das cestas básicas, via formulário. “O DCE fará a análise das solicitações, priorizando assim quem precisa mais, por exemplo, discentes mães e pais, e pessoas que não são beneficiários de alguma modalidade de auxilio ou ajuda de custo”, salientou.

Quer contribuir?

As doações podem ocorrer neste link para Doação ao Fundo Solidário e também via transferência bancária:

Júlio Sani Lopes

– PIX: 70920306179 (CPF)

– Conta Corrente BB:

Agência: 4577-2

Conta: 19.106-X

Solidariedade na prática

A professora Geórgia Feitosa, lotada no Instituto de Linguagens e Literaturas (ILL) e coordenadora do projeto de extensão Empatia – Promoção da Ética e da Polidez nas Práticas Profissionais, conclama a comunidade acadêmica ao engajamento solidário. “É um fundo solidário de segurança alimentar para os estudantes que não têm como arcar com as suas despesas com alimentação. Peço a vocês para quem puder doar um valor, seja o valor que você puder, doe para estudantes que estão numa condição que não é muito favorável. Vamos ser empáticos com esses estudantes, nossos colegas?”, convidou.

A diretora do ILL, Léia Menezes, endossa o pedido, observando que famílias que já se encontravam em vulnerabilidade antes da pandemia agora sofrem um agravamento desse estado. “Muitas dessas famílias são famílias dos nossos e nossas discentes, daí a importância de apoiarmos o Fundo. Esse é o momento da solidariedade não ser apenas um discurso, mas se materializar em ações concretas. Nossos discentes, nossas discentes e seus familiares merecem o nosso apoio e precisam de nós”, reforçou.

Categorias
Palavras-chave

CONTEÚDO RELACIONADO