Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Programa Associado de Pós-Graduação em Ensino e Formação Docente (Unilab-IFCE) realizou as primeiras defesas dos mestrandos

Data de publicação  18/06/2021, 11:04
Postagem Atualizada há 2 meses
Saltar para o conteúdo da postagem

Entre os dias 24, 26 e 27 de maio, os trabalhos de dissertação dos pesquisadores do Programa Associado de Pós-Graduação em Ensino e Formação Docente (PPGEF), parceria entre a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) e pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), foram apresentado à banca examinadora, conforme seus temas e docentes orientadores.

Essas pesquisas se consolidaram a partir da unidade de esforços entre professores (as), mestrandos (as) e coordenação geral e local. Assim, mesmo com os efeitos da pandemia da Covid-19, três discentes defenderam antes do prazo regulamentar.

No primeiro dia (24 de maio), o mestrando José Olímpio Ferreira Neto, capoeirista, professor e advogado, defendeu sua dissertação: “Formação de professores/mestres de capoeira: o projeto de extensão debate com ginga”. A pesquisa teve a orientação do professor do IFCE e doutor em Educação, Fabiano Geraldo Barbosa. O resultado da pesquisa gerou a cartilha sobre: “Sequência didática para subsidiar curso de formação para o ensino de capoeira”, como um modelo de sequência didática que pode auxiliar o trabalho de outros capoeiristas em ambientes educacionais formais ou não. O material é direcionado ao uso da capoeira em sua dimensão pedagógica, como uma prática cultural que trata de valores ancestrais, da diversidade, memórias, identidades e fluxo de saberes orais e corporais.

Defesa do estudo de José Olímpio Ferreira Neto, mestrando do PPGEF Unilab-IFCE

Um pouco da história José Olímpio Neto traduz seus esforços que desde 1992 pratica capoeira, tendo iniciado seus primeiros trabalhos sobre capoeira em 2008, quando concluiu sua especialização na área da Educação. Desde então, vem fazendo relação entre capoeira e as áreas de estudo que se interessa, como: Educação Física Escolar, Direitos Culturais, Filosofia, História e Memória da Educação entre outras.

A pesquisa apresentada à equipe do programa, esteve sob a orientação do professor Fabiano Barbosa e versou sobre um projeto de extensão do Instituto de Educação Física e Esportes da Universidade Federal do Ceará (IEFES/UFC), chamado “Debate com Ginga: as multifaces da capoeira”, idealizado pelo mestre Hebert, da Associação Viva Capoeira Viva. O objetivo da pesquisa foi averiguar a interferência desse projeto na formação de professores/mestres de capoeira. “(…) a capoeira é uma cultura de resistência que se opõe a qualquer forma de opressão, por isso não se omite a questionar a homofobia, machismo, racismo entre outros temas tão importantes para a sociedade”, declarou José Olímpio. 

Sou muito grato a equipe do PPGEF Unilab-IFCE que acolheu essa pesquisa. As disciplinas favoreceram a socialização de trabalhos de docentes e discentes, proporcionando um percurso rico de debates que fomentaram as reflexões necessárias para a escrita do texto. Assim, finalizo essa etapa do percurso com o olhar aberto para novas propostas que posam ampliar as possibilidades de ensino e formação“. (José Olímpio, capoeirista, professor e advogado)

Demais apresentações

No segundo dia de apresentações, dia 26 de maio, “A escola pública em alinhamento: a lógica empresarial nos processos pedagógicos no ensino médio público do Ceará” foi o estudo apresentado pela mestranda Paula Trajano, com a orientação do professor Solonildo Almeida da Silva, pesquisador do IMO da Universidade Estadual do Ceará (Uece) e professor do IFCE, resultando na produção educacional: “Glossário de expressões utilizadas pelo Programa Jovem de Futuro (PJF) na metodologia do Circuito de Gestão”.

Com a orientação do professor do IFCE (Campus Maranguape) e doutor em Educação, Igor de Moraes Paim, no dia 27, a mestranda, Francisca Janaina Dantas Galvão Ozório defendeu sua pesquisa: “Formação continuada de professores: elaboração de uma cartilha educacional para educação no campo das altas habilidades/super dotação”, que deu origem à cartilha educacional: “Altas habilidades/super dotação”.

Para a coordenadora do mestrado PPGEF Unilab-IFCE, Sinara Mota Neves de Almeida, em aderência ao objetivo do programa, todas as dissertações mantêm uma relação com o ensino na educação básica. “Esperamos que o resultado dessas pesquisas tenham boas repercussões na sociedade, especialmente no campo da educação básica”, esclareceu Sinara, professora do Instituto de Ciências Exatas e da Natureza (Icen/Unilab).

Neste contexto, “sabemos que, diante da grande demanda por uma ação qualificada dos docentes, num contexto social cada vez mais desafiador e marcado pela desigualdade, o Mestrado não tem condições de sozinho transformar esta realidade. Contudo, o compromisso social que a Unilab e o IFCE têm com o desenvolvimento regional e internacional nos impulsiona a acreditar no PPGEF Unilab-IFCE como forma de construir, consolidar e disseminar uma experiência formativa que inspire outras instituições a ampliar as oportunidades de Formação Docente de qualidade, pelo interior do nosso estado”, concluiu a coordenadora geral do mestrado associado.

Primeiras defesas dos mestrandos do PPGEF/Unilab-IFCE

Sobre o PPGEF Unilab-IFCE

O Programa Associado de Pós-Graduação em Ensino e Formação Docente (PPGEF), parceria entre a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) e pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), nasceu da necessidade de formar professores (as) qualificados (as) para atuarem na Educação Básica. As instituições associadas, Unilab-IFCE, iniciaram o processo de credenciamento e, em agosto de 2019, após a aprovação pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), fundação vinculada ao Ministério da Educação do Brasil (MEC), o programa deu seus primeiros passos, com o início das aulas de sua primeira turma.

O programa é formado pela equipe: Sinara Mota Neves de Almeida (Icen/Unilab), coordenação geral; Elcimar Simão Martins (Icen/Unilab), vice-coordenação geral; Emanoel Rodrigues Almeida (IFCE), coordenação local e Andréa Moura da Costa Souza (IFCE), vice-coordenação local. Abaixo o corpo de docentes que fazem parte da parceria:

A implantação do Programa Associado de Pós-Graduação em Ensino e Formação Docente (PPGEF Unilab-IFCE) – Mestrado Profissional em Ensino e Formação Docente se constitui dentro do contexto da Unilab como uma tendência decorrente das inúmeras ações formativas que já vêm sendo realizadas por esta instituição. Constitui-se, ainda, como oportunidade de qualificação dos profissionais que atuam na educação básica e/ou superior, especialmente na região do Maciço de Baturité e nos países parceiros, de modo a desenvolver/fortalecer sua capacidade de ler criticamente os fenômenos de ensinar e aprender na sociedade contemporânea e formular propostas educativas que dialoguem com os desafios vividos e com as marcas históricas e culturais presentes em seus contextos de atuação.

Outras informações pelo e-mail: (ppgef.unilab-ifce@unilab.edu.br) ou na página do Programa

Categorias
Palavras-chave

CONTEÚDO RELACIONADO