Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Unilab é convidada para participar da Rede Alemã-Brasil de Cooperação em Ciência e Tecnologia

Data de publicação  23/07/2021, 14:50
Postagem Atualizada há 1 mês
Saltar para o conteúdo da postagem

A Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) foi convidada para participar da Rede Alemã-Brasil de Cooperação em Ciência e Tecnologia (Gerbras Sciencenet), que visa construir um fórum de cooperação entre organizações dos dois países, interessadas em desenvolver iniciativas conjuntas em ciência e tecnologia, no âmbito do ensino superior e da pesquisa, em especial com foco em sustentabilidade.

A vice-reitora da Unilab Cláudia Carioca participou da reunião de apresentação da Rede, realizada na última segunda-feira (19/07), ocasião na qual contou com a participação do diretor da Gerbras Sciencenet Walter Leal e, ainda, de representantes de universidades do Nordeste do Brasil. Segundo Carioca, a partir desse convite, a Unilab aguarda documentação para iniciar o acordo de cooperação. A Rede Alemã-Brasil de Cooperação em Ciência e Tecnologia está articulada à Hamburg University (Alemanha).

Objetivos

A Rede tem como um dos objetivos construir uma plataforma para universidades e instituições de pesquisa, no Brasil e na Alemanha, planejarem e executarem conjuntamente projetos de pesquisa em Ciência e Tecnologia, especialmente aqueles relacionados ao desenvolvimento sustentável e à implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Outra meta centra-se na mobilização de universidades para planejarem e implementarem iniciativas conjuntas, especialmente cursos online, eventos e publicações especializadas, incluindo atividades com empresas, que demonstrem como a ciência e a pesquisa da sustentabilidade podem ajudar a alcançar os ODS. A Rede também visa contribuir para a formação da próxima geração de cientistas, por meio de cursos online e programas conjuntos de doutorado em ciências da sustentabilidade.

Nesse contexto, a Rede tem como focos temáticos o uso inovador e sustentável de recursos; desenvolvimento, produção e uso de produtos e reciclagem; proteção ambiental e tecnologias ambientais; ciências da vida e bioeconomia; pesquisa marinha; urbanização; mitigação e adaptação às mudanças climáticas; promoção de energias renováveis e eficiência energética; agricultura sustentável e conservação da biodiversidade; gestão de áreas protegidas e indígenas, entre outros.

Categorias
Palavras-chave

CONTEÚDO RELACIONADO