Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Brasileira alinhada à integração com os países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Unilab busca apoio dos prefeitos da Região do Maciço de Baturité para a efetivação do curso de Medicina, em Redenção/CE

Data de publicação  26/05/2021, 10:06
Postagem Atualizada há 4 dias
Saltar para o conteúdo da postagem

Entre as várias parcerias com órgãos públicos e representações da região do Maciço de Baturité, no Ceará, os representantes da reitoria da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), Roque Albuquerque e Cláudia Carioca – reitor e vice-reitora – participaram da reunião, ocorrida no último dia 20 de maio, sobre as ações desenvolvidas no enfrentamento aos efeitos do Coronavírus (Covid19), promovida e mediada pelo prefeito de Redenção e presidente da Associação dos Municípios do Maciço de Baturité (AMAB), David Benevides e a participação da maioria dos prefeitos e prefeitas da região do sertão central cearense – (Baturité, Pacoti, Palmácia, Guaramiranga, Mulungu, Aratuba, Capistrano, Itapiúna, Aracoiaba, Acarape, Redenção, Barreira e Ocara), além da participação do município de Guaiuba (faz parte da região metropolitana de Fortaleza e do Polo Serra de Guaramiranga).

Com especial agradecimento ao secretário executivo da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), do Governo do Estado, doutor Ivan Coelho e demais autoridades e equipes do Estado do Ceará, o encontro teve como pauta principal, as tratativas para efetivação do curso de Medicina da Unilab, na unidade do Campus das Auroras, em Redenção/CE e a necessidade do apoio dos prefeitos e secretários de saúde que fazem parte da rede de saúde pública.

Para Roque Albuquerque, primeiro reitor da Unilab, eleito pela comunidade acadêmica (quadriênio 2021-2025), encerrando assim os 10 anos de pro temporalidade na instituição, “o desejo da equipe de gestão é promover uma universidade outgoing – indo para fora, não só into going – para dentro. Estamos dilatando as ações para atender ao máximo a população do Maciço de Baturité, de forma macro”, afirmou o professor.

Comissão da Unilab – Roque Albuquerque (reitor) e Thiago Araújo, professor e diretor do ICS

Entre as ações em destaque, na abertura deste primeiro contato com os representantes da região, teve a apresentação e efetivação das tratativas para a aprovação do curso de Medicina, vinculado ao Instituto de Ciências da Saúde (ICS/Unilab). “Neste momento vamos retomar a necessidade de fazemos uma parceria, essa cooperação mútua, entre a Unilab e todos os municípios da região e da nossa entrada ao Maciço de Baturité”, levando em conta a localização do campus sede. “Queremos assim, envolver a todos. Estão convidados a conhecer a nossa Universidade. Queremos o curso de Medicina e já estamos mais que prontos. Ainda mais agora, com um time desse, com o dr. Ivan Coelho fazendo parte do time de professores da Unilab. Estamos prontos para decolar“, concluiu o reitor da Unilab, Roque.

Na ocasião, como introdução do assunto, referente ao curso de Medicina da Unilab, aos participantes da reunião, o professor e diretor do ICS, Thiago Araújo, além da participação da professora e ex-membro da Comissão de Estudos e Viabilização do Curso de Medicina, Maria Auxiliadora Fechine, trouxe as ações desenvolvidas para implementação do curso na região, já realizadas as análises e revisões no Plano Pedagógico do Curso (PPC) e as avaliações do Ministério da Educação, a cargo da Comissão de Acompanhamento e Monitoramento de Escolas Médicas (Camem), a qual, apresentava como principal limitação a falta da instalação do equipamento de saúde, que ajudasse na formação desses estudantes da região. “Precisaríamos desse espaço. Já demos o ponta pé inicial com a implantação do Centro de Assistência Integrada à Saúde (CAIS/Unilab)”, afirmou Thiago.

Conforme o diretor do ICS, tecnicamente, o que estaria faltando seria uma questão de logística interna, além da necessidade dos apoios com as prefeituras, principalmente as articulações com as secretarias de saúde e a efetivação do tão sonhado projeto de ter um equipamento de saúde na região do Maciço, que se tornaria o “Hospital Escola”, para também atender a demanda da formação dos futuros profissionais (médicos, enfermeiros, farmacêuticos, fisioterapeutas), como também a capacitação com o projeto de Residência Médica, projeto em andamento.

“O maior interesse da Unilab é conhecer mais a demanda das necessidades dos municípios, além do que já se conhece, para justamente disponibilizar um equipamento de saúde que tenha um reflexo da necessidade da região, e não apresentar especialidades ou demandas que não vão atender à população em torno”, concluiu Thiago, enfermeiro e professor do ICS.

Todos juntos pela implantação do Curso de Medicina na região do Maciço de Baturité (parceria entre a Unilab, Governo do Ceará e prefeitos da região)

Apoio da prefeituras da Região do Maciço de Baturité x Unilab

A equipe encarregada pela aprovação do curso de medicina da Unilab vai resgatar o acordo de cooperação técnica, firmado no final de 2019 e início de 2020, com algumas prefeituras da região, para abraçar o projeto, com o apoio dos prefeitos e principalmente das secretaria de saúde, no quesito do levantamento dos profissionais que darão suporte dentro dessas práticas, principalmente na rede básica de saúde, efetiva e e assim, deixar a rede bem articulada e redonda, sempre com a necessidade de contrapartida. Diante disso, segundo Thiago, a equipe da Unilab já preparou um curso técnico preparatório para os preceptores, no formato online.

Entre os frutos promissores da Unilab, a médica e professora do ICS/Unilab, Maria Auxiliadora Fechine é a atual prefeita de Barreira/CE. “O meu coração é unilabiano. Não tenho nenhuma dúvida! Nossa universidade está pronta. Só precisa mesmo da rede. Somos um curso diferenciado, assim como a Unilab. Somos um curso da Região. O Coaps é importantíssimo, sendo um contrato assinado pelo prefeito, devendo ser tomado pelo município como algo ‘do município’, declarou a médica Maria Fechine.

“Precisamos de médicos formados na nossa região para que o vínculo com os nossos municípios seja forte. Ele estude na Unilab, faça Residência Médica, Mestrado e Doutorado e realmente esse vínculo se fortaleça. Para que ele abrace os municípios, a Região e o cidadãos, quem precisa mais, o nosso usuário do Sistema Único de Saúde (SUS)”, destacou a prefeita de Barreira/CE.

Quanto ao apoio ao curso, apesar dos trabalhos e a luta se desenrolarem por uma década, segundo David Benevides, prefeito de Redenção, “vamos entrar agora com uma coisa que não tínhamos antes, que é a união de todos os prefeitos de região. Agora, conseguiremos sensibilizar todos os órgãos envolvidos. Será nossa maior conquista”, afirmou o gestor.

Para Benevides, essa benfeitoria servirá para tentar suprir a falta de médicos nas unidades de Programa de Saúde da Família (PSF) e Unidade Básica de Saúde (UBS) da região. Com a implantação do curso de Medicina “é sinônimo que todos esses profissionais estarão mais perto e, obviamente, terão a disposição maior de ocupar esses cargos, inclusive, ainda no processo de formação básica”, pontuou o prefeito.

David Benevides, prefeito de Redenção e presidente da AMAB e Dr. Ivan Coelho, secretário executivo da Sesa

Após prévias e inúmeras reuniões técnicas, com troca de experiências entre o grupo político e entidades envolvidas dos municípios do Ceará, Ivan Coelho, médico intensivista, apresentou a necessidade da região do Maciço de Baturité em ter uma unidade mais robusta de atendimento médico hospitalar. “O governo está trabalhando para viabilizar o projeto de edificação na região”, mas ressaltou a extrema importância e, desde o início do curso, a viabilidade e o apoio que a rede de saúde dos municípios pode oferecer na formação dos novos profissionais da Unilab.

Ivan Coelho, como secretário executivo da Sesa, reafirmou a intenção do governo do Estado em construir o Hospital Polo do Maciço de Baturité. Já debatido na última reunião técnica, realizada na sede da Unilab, em Redenção/CE, no início desse ano, que foi apresentadas as tratativas finais da criação, implantação e desenvolvimento de uma nova unidade de saúde especializada – Hospital Polo, em modelo padrão – 120 a 180 leitos, com escolha da localidade. O novo equipamento faz parte do plano estadual de descentralização da saúde pública para o estado do Ceará, e visa atender à população do Maciço de Baturité.

Matéria relacionada: Gestores da Unilab participam das tratativas finais para a implantação de Hospital Polo do Maciço de Batutité.

Categorias
Palavras-chave

CONTEÚDO RELACIONADO